Regresso às aulas em tempos de pandemia

Regresso às aulas em tempos de pandemia

Prepare o regresso às aulas em 2020 para as várias possibilidades: aulas presenciais, aulas virtuais ou um sistema misto.

Com o ano letivo 2020/21 a aproximar-se a passos largos, anunciam-se igualmente as listas de coisas a tratar, desde manuais, materiais, vestuário e calçado a renovar. A adaptação aos novos horários e preparação para a nova realidade escolar são também temas que não deve descurar.

“Preparar-se para o pior, trabalhar para o melhor”: este é o lema do Ministério de Educação para o regresso às aulas em 2020, que preparou três cenários em função da evolução epidemiológica de covid-19 no nosso país: aulas presenciais, aulas virtuais e um sistema misto. Para já, no entanto, o que está previsto é todos os alunos regressarem presencialmente à escola entre 14 e 17 de setembro.

E como vão funcionar as escolas este ano letivo 2020/21?

  • Entre básico e secundário as aulas de cada turma vão “decorrer, sempre que possível, na mesma sala e com lugar/secretária fixo”;
  • As janelas e/ou portas abertas serão mantidas abertas para “circulação de ar (…) e evitar toques desnecessários em superfícies”;
  • Serão mantidas as medidas de distanciamento, garantindo a maximização do espaço entre pessoas (…);
  • Será “assegurando, se possível, um distanciamento físico entre os alunos e alunos/docentes de, pelo menos, 1 metro, sem comprometer o normal funcionamento das atividades letivas”;
  • No caso das “atividades desportivas, bem com outras atividades que impliquem maior contacto físico, devem ser planificadas e adequadas às orientações das autoridades de saúde em vigor”.
  • Casos suspeitos serão isolados e será contactado o SNS24 e o encarregado de educação.

Cuidados extra em ano de pandemia

No regresso às aulas 2020 ano não se esqueça de incluir na mochila dos seus filhos máscaras e um frasco de álcool-gel – mesmo que a escola disponibilize, é sempre melhor prevenir.

Recorde também ao seu filho os cuidados que deve ter: lavagem frequente das mãos, distanciamento físico e uso da máscara.

Deverá ainda manter-se atento aos sinais e sintomas de covid-19 e não enviar os filhos para a escola com sintomas. Se algum testar positivo para covid-19, avise de imediato o diretor de turma, para que possam ser tomadas as diligências necessárias.

No caso do seguro escolar, este mantém-se ativo, inclusivamente no Projeto Estudo em Casa para os alunos do ensino público. No caso do privado, convém informar-se atempadamente para evitar surpresas.

Regresso à rotina

Antes do início das aulas, é altura de se começar a ajustar os horários dos mais novos para que a adaptação à rotina escolar seja feita sem percalços, nomeadamente a hora de deitar. Convém ter em atenção que para as crianças dos 6 aos 12 anos o número de horas de sono recomendado é de 9-12 horas de sono noturno. Já os adolescentes devem dormir 8,5-10 horas por noite.

Nesta fase, convém igualmente estabelecer os horários de estudo, conciliando-os com as atividades extracurriculares e definir tempos limite para tempo de ecrã (TV, videojogos, Net, etc.).

A tempo e horas

Deixar tudo preparado com alguma antecedência é essencial para evitar stresses de última hora, atrasos e confusões. Certifique-se de que as mochilas estão feitas antes do fim das férias e afixe atempadamente os horários em local visível para todos, bem como contactos importantes (escola, diretor de turma, ATL, treinador, professor de música, explicador, etc.).

Desta forma poderão passar a última noite de férias tranquilos em família, deixando apenas as lancheiras em standby.

Área de estudo

Aproveite para preparar a área de estudo dos seus filhos, já que a organização é um dos pilares essenciais para um estudo produtivo e o sucesso escolar.

Na hora de definir a zona de estudo tenha em conta parâmetros como boa iluminação, espaço suficiente de trabalho, tranquilidade e bom sinal de Internet.

Envolva-se

Aproveite o início do ano escolar para desde logo começar a envolver-se na vida escolar dos seus filhos, especialmente neste regresso às aulas, tão atípico.

Procure manter-se a par do que vai acontecendo, nomeadamente as condições e ações que estão a ser desenvolvidas pelas escolas dos seus filhos para avaliar se tudo está preparado em condições para o próximo ano letivo.

Se identificar aspetos a melhorar, comunique-os à escola. Quantos mais contributos existirem, mas preparadas estarão as escolas para serem um local seguro. Não falte às reuniões convocadas e fale regularmente com o diretor de turma ou outros professores, se necessário.

Fonte: Interdomicilio com Notas em dia

No Comments

Post A Comment

15 − three =