Pressão arterial baixa: como tratar

Pressão arterial baixa: como tratar

A pressão baixa, também chamada de hipotensão, acontece quando a pressão arterial atinge valores iguais ou inferiores a 9 por 6, ou seja 90 mmHg x 60 mmHg. Geralmente, as pessoas com pressão baixa não apresentam sintomas e, por isso, esta situação, normalmente, não é problemática, podendo até ser normal em pessoas que habitualmente têm a pressão baixa.

No entanto, também pode acontecer uma queda rápida da pressão e apresentar sintomas como dor de cabeça, tontura, fraqueza ou sensação de desmaio, por exemplo. Nestes casos, a geralmente melhora após deitar e elevar as pernas acima do nível do coração.

Porém, também existem pessoas em que a pressão está constantemente baixa e que causa o aparecimento de sintomas que impedem a realização das atividades diárias. Quando isso acontece pode ser sinal de que existe menos sangue chegando no coração e, por isso, é aconselhado consultar um clínico geral para identificar a causa do problema e iniciar o tratamento mais adequado, que pode incluir alterações na dieta e até o abandono de alguns tipos de medicamentos.

Assim, dependendo das causas, as principais formas de tratamento incluem:

  1. Beber mais água

Este é um passo muito simples, mas também muito importante do tratamento, que pode ser feito independente da causa. Isso porque, pessoas que não estão corretamente hidratadas, com a quantidade de água que necessitam para o funcionamento do organismo, geralmente apresentam um volume inferior de sangue nas artérias, o que faz com que a pressão diminua.

Da mesma forma, também se deve evitar o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, já que promovem a desidratação, além de causar dilatação dos vasos sanguíneos, contribuindo para uma diminuição mais acentuada da pressão arterial.

  1. Usar meias elásticas

Este tipo de tratamento normalmente é sugerido para pessoas que têm dificuldade de retorno venoso nas pernas ou em pacientes com insuficiência cardíaca, já que, em ambos casos, acontece um acumular de sangue nas pernas, o que faz com que exista menos sangue chegando ao coração, o que leva à diminuição da pressão arterial.

O uso das meias elásticas é especialmente importante durante o dia, principalmente quando se fica muitas horas de pé, e ajuda no retorno do sangue para o coração, melhorando a pressão arterial.

  1. Aumentar o consumo de sal

Embora seja recomendado diminuir a quantidade de sal para prevenir doenças cardiovasculares, pessoas que têm pressão baixa sintomática, podem precisar aumentar o consumo de sal, de forma a tentar aumentar a pressão arterial. No entanto, esse aumento só deve ser feito sob a orientação de um médico ou nutricionista, uma vez que o uso exagerado pode ser prejudicial para a saúde.

  1. Parar o uso de alguns medicamentos

Alguns medicamento, especialmente os diuréticos, medicamentos para problemas cardíacos e antidepressivos podem ter um efeito colateral de diminuição da pressão arterial quando utilizados por longos períodos. Quando isso acontece, o médico pode avaliar a possibilidade de trocar o medicamento que está a ser utilizado ou parar seu uso, caso o benefício não compense os sintomas da pressão baixa.

  1. Fazer refeições pequenas várias vezes por dia

Esta técnica é geralmente utilizada em pessoas que apresentam diminuição da pressão arterial depois das refeições, pois pode ser causada pelo desvio do sangue para o estômago, que faz com que exista menos sangue a circular e a chegar ao coração.

Assim, o ideal é que se façam refeições mais pequenas, para diminuir a quantidade de sangue desviado para a digestão, e várias vezes ao dia, para evitar a desnutrição.

Adaptado de ‘Tua  Saúde’

No Comments

Post A Comment

eleven − 11 =