Dez conselhos para combater as alergias

Dez conselhos para combater as alergias

Com a chegada da primavera, começam as preocupações com os pólenes das plantas que são frequentemente responsáveis por alergias. Siga as recomendações da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica e proteja-se contra as alergias:

Descubra se é alérgico sem saber – Costuma espirrar repetidamente de manhã ou em contacto com pólenes, ter o nariz entupido, corrimento nasal ou comichão no nariz? Os seus olhos costumam ficar vermelhos, doridos, com comichão ou lacrimejantes? Tem, por vezes, dificuldade em respirar durante o sono? Deve consultar o seu médico na presença de pelo menos dois sintomas indicados.

Mantenha as janelas fechadas– Evite abrir as janelas sempre que viajar de carro. Os motociclistas deverão usar capacete integral. Em casa, feche as janelas em dias de vento forte, ou quando as concentrações des pólen atmosférico forem elevadas

Use óculos escuros – Usar óculos de sol sempre que sair à rua é uma forma eficaz e prática de evitar o desconforto nos olhos provocado pelas alergias.

Evite realizar atividades ao ar livre– Passear no jardim, cortar a relva, acampar ou fazer exercício, especialmente durante o período da manhã, são atividades a evitar durante as épocas de polinização.

Escolha um exercício adequado – Exceto quando está sob uma reação asmática, praticar desporto ajuda a melhorar a resistência do organismo face às alergias. A natação é uma boa alternativa ao desporto ao ar livre.

Não fique à espera que os sintomas desapareçam sozinhos– Não fique à espera que os sintomas passem e consulte o seu médico de família. Se a rinite alérgica não for tratada correta e eficazmente, pode desencadear outras doenças como infeção do ouvido médio, rinosinusite ou asma.

Cuidado com o pólen na roupa– Evitar secar a roupa ao ar livre nos dias de vento com maior concentração de pólen. Se esteve exposto ao pólen na rua, troque de roupa assim que chegar a casa.

Faça a medicação prescrita – A medicação é a forma mais eficaz de combater os sintomas de alergia. Consulte um médico especialista para a prescrição do medicamento mais adequado. A prevenção poderá passar pela realização de vacinas antialérgicas.

Programe as suas férias – Para evitar o contacto com um pólen específico a que seja alérgico, programe as suas férias elegendo locais de baixas contagens polínicas tais como a praia ou a neve.

Antecipe um período crítico – Consulte o Boletim Polínico da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica para saber, semanalmente e para cada zona do país, o nível de concentração dos vários tipos de pólen.

Segundo a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, mais de um terço da população portuguesa sofre de pelo menos uma doença alérgica. Só a rinite alérgica afeta cronicamente mais de dois milhões de portugueses.

Fonte: Visão

No Comments

Post A Comment

8 + seven =