Um plano para uma casas limpa

Um plano para uma casas limpa

A beleza e o conforto de uma casa não são apenas determinados pelas características arquitectónicas e decorativas da mesma. Pelo contrário, de nada serve uma casa garbosamente decorada se estiver suja e desarrumada. Na verdade, quando nos propomos a dar uma reviravolta à nossa casa, devemos começar precisamente por aí: por fazer uma limpeza e arrumação de fundo. Mas, a limpeza não se prende só com a estética. Uma casa limpa é importante para o bem-estar e a saúde de quem nela habita. Quem quer viver numa casa cheia de germes ou com pó por todo o lado a provocar alergias? Pois, bem nos parecia.

Bem sabemos que limpar a casa pode ser uma tarefa muito chata e também sabemos que os dias preenchidos nem sempre nos concedem tempo para manter tudo impecável. Para além disso, nem todos podemos empregar ajuda doméstica. A pensar nisso, decidimos juntar neste livro de ideias algumas dicas para limpar a casa e deixá-la um brinco!

Está curioso? Então, acompanhe-nos.

Faça um plano: em primeiro lugar, organize-se. Faça um plano, pense no tempo que tem para despender e elabore uma lista do que tem para fazer. O plano não tem que dizer respeito a um dia. Pode separar as tarefas pelos dias da semana. Tudo depende do seu horário de trabalho e disponibilidade. Nesse plano, não se esqueça de incluir uma lista do que tem para comprar (se for o caso): tem panos que cheguem? E esfregões? Os seus detergentes ainda estão cheios? Ainda tem sacos para o aspirador? Pense nessas coisas para, durante a limpeza, não lhe faltar nada e ter tudo à mão de semear.

Entre no espírito: não faça cara feia só porque tem que limpar a casa. Anime-se! Ponha uma música mexida e divertida para o incentivar nas limpezas. Limpa aqui, canta acolá e, quando der por si, está tudo terminado.

Abra as janelas: nada pior do que limparmos a casa num ambiente fechado. Abre as janelas e deixe a casa arejar.

Debruce-se primeiro sobre a tralha: será muito mais fácil para si limpar um espaço sem tralha, por isso pode começar por eliminá-la. Jornais antigos, pacotes de bolachas vazios, roupa espalhada pelo chão, CDs fora das caixas, cabos dos aparelhos electrónicos por aqui e por ali: esta é a realidade de muitas casas! Deite fora aquilo de que já não precisa, recicle ou ofereça, devolva roupas e sapatos ao armário (ou ponha no cesto de roupa suja!) e vai ver como é muito mais fácil limpar.

Sacudir os têxteis: os quartos e as salas as divisões da casa onde existem mais têxteis. Se quer sacudir almofadas, capas do sofá, tapetes, mantas, faça-o antes de começar o pó. Mesmo que sacuda na varanda, o pó pode entrar na casa.

Toca a limpar o pó: as casas devem ser limpas da esquerda para a direita e de cima para baixo. De outra forma, corre o risco de espalhar a sujidade por um espaço já limpo, por isso, comece centro a limpar as divisões de dentro para fora. Aliás, diríamos que isso é senso comum e, possivelmente, toda a gente faz isto instintivamente. Para limpar o pó, privilegie panos de microfibra e não faça batota: não vale limpar apenas por onde passa a procissão. Vá aos detalhes e limpe também os pequenos objectos como molduras, jarras, e por aí adiante.

Hora de aspirar: depois estar limpo o pó, chegou a hora de aspirar. Um aspirador puxa mais se o saco estiver vazio, por isso verifique o estado do seu antes de começar a aspirar. Mais uma vez, lembramo-lo para ir aos pormenores e aos recantos. Para facilitar a sua vida, vale a pena ter um aspirador com diferentes escovas e acessórios para frestas e rodapés.

Passar a esfregona: mas é só com a água que sai aquela poeira mais fina que pensamos que não está lá, mas está! Limpe o piso da sua casa com os produtos adequados. Um piso em cerâmica não tem as mesmas características de um piso de madeira  e o produto que usa para um pode ser abrasivo para o outro.

Interdomicilio com Homify

No Comments

Post A Comment

twelve + 17 =